Apresentação

30M
Publicado em 22.05.2019 22:42:14

Caras professoras e caros professores,

 

No dia 15 de maio, em diversas cidades da Bahia, fizemos parte de um movimento nacional bastante impactante, que vinha sendo organizado, desde o início do ano, pela CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, que representa o setor público, e que prontamente teve a adesão e o apoio da CONTEE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino, que representa os trabalhadores em educação no setor privado, à qual o SINPRO-BA é filiado e fundador. Outras muitas e importantes associações, sindicatos, federações e confederações, não apenas de trabalhadores ligados à educação, se juntaram neste dia grandioso.

Paralisamos atividades em diversas escolas, ocupamos as ruas e demos o primeiro de muitos recados a um governo que se consolida como inimigo do Brasil e dos brasileiros, especialmente dos trabalhadores. Desde antes do início do mandato, a Educação e os professores eram alvos. De abril para cá, com os anúncios de cortes e a demonstração cotidiana de desapego ao saber, à pesquisa, à ciência e à Educação como força motriz da transformação de um povo, o governo, com suas ações autoritárias e desastrosas, terminou por alimentar uma imensa onda de protestos, que levaram a uma muito significativa participação social no dia 15 de maio.

O que era um movimento contra a proposta de reforma da previdência – de modo amplo e, notadamente, naquilo que nela é ofensivo aos professores e, mais especialmente, às professoras –, ganhou mais elementos, transformando-se em um grande movimento também em defesa da Educação e dos Educadores.

Professores e demais trabalhadores da educação tomaram as ruas e fizeram atos que ficarão na memória e na história. Os estudantes foram um capítulo à parte, porque encheram as ruas de espontaneidade, energia e graça. Foram fundamentais, porque são fundamentais – a educação existe por e para eles! Do Ensino Fundamental ao Superior, estudantes e, muitas vezes, suas famílias estavam ali, com suas vozes, suas palavras de ordem, seus cartazes, sua cidadania.

Agora é o momento de os estudantes serem, mais uma vez, protagonistas, como têm de ser. No dia 30 de maio estarão nas ruas, aos milhares, aos milhões… Levarão suas vozes. Mas não estarão sozinhos. Nós estaremos lá, ao seu lado, com eles, porque a luta deles é nossa também.

Será um grande dia de mobilização estudantil e o SINPRO-BA convoca todas as professoras e todos os professores a se unirem aos estudantes neste dia, apoiando-os, incentivando-os, lutando com eles por respeito à Educação, à ciência e aos saberes, à soberania nacional, ao estado democrático de direito, à democracia. Estaremos com eles, afinal “ninguém solta a mão de ninguém!

Dia 30 de maio estaremos nas ruas. E no dia 14 de junho faremos a maior Greve Geral que o Brasil já viu.

Contamos com vocês, porque Juntos Somos Mais Fortes!!!

Diretoria Colegiada

SINPRO-BA

Compartilhe!