Apresentação


Publicado em 26.10.2018 10:44:24

O SINPRO-BA É O PROFESSOR FERNANDO HADDAD NO SEGUNDO TURNO

O Sindicato dos Professores no Estado da Bahia – SINPRO-BA, com seus 55 anos de história na luta em prol dos trabalhadores em educação no estado da Bahia, vem a público posicionar-se quanto ao momento político do Brasil e ao segundo turno das eleições presidenciais.

Vivemos tempos de extremismo político por uma parte da direita brasileira. Uma soma de fatores levou à aparição de um candidato à presidência que tem propagado discursos de ódio, racismo, xenofobia, misoginia, homofobia – valores, se assim podemos dizer, com os quais, na condição de educadores e sindicalistas, como pessoas comprometidas com a busca por uma sociedade mais justa e equilibrada, não compactuamos, não podemos compactuar. Sua campanha, baseada em fake News, mentiras que buscam desfazer a imagem pública do seu oponente, diz muito sobre este candidato.

Mais que isto, esse candidato representa a ausência de um projeto que contemple os interesses da classe trabalhadora, que não aponta bons caminhos para a geração de emprego e renda ou que não aprofunda o exercício da cidadania, mas que, por outro lado, propõe privatizações de todo tipo, mudanças significativas na estrutura de ensino, destruição do papel social da escola e das universidades públicas, mais violentas retiradas de direitos trabalhistas, silenciamento de sindicatos, retirada de direitos civis, utilização da força e da violência como instrumentos de controle social e a clara intenção de uma usurpação da democracia.

Suas declarações falam por si, são públicas e conhecidas. De hoje e de ontem. Atacam os trabalhadores e diversos grupos sociais, todos aqueles que lhe são diferentes, de forma preconceituosa e violenta. Suas posições enquanto parlamentar (nos seus 28 anos como deputado federal sem que tenha dado nenhuma contribuição relevante ao Brasil, parasitando no Congresso Nacional), igualmente, refletem seus objetivos, votando contra tudo o que representava os interesses dos trabalhadores e dos cidadãos mais necessitados (votou a favor da “reforma” trabalhista que nos retirou direitos, votou a favor do congelamento do teto de gastos públicos etc), votando contra projetos de interesse de minorias sociais e outras tantas posições que assumiu nos levam a repudiar sua candidatura e trabalhar no sentido da sua superação.

Como alternativa, o professor Fernando Haddad se configura como uma possibilidade de forte contraponto a estas posições e valores.

Há críticas ao seu partido, boa parte delas justas e necessárias, que merecem amplo debate. Há a necessidade de melhoria de posturas partidárias no trato da coisa pública e da gestão. Isto é, no nosso entendimento, inegável.

Mas há, no entanto, um histórico, no partido e na pessoa de Haddad, apesar dos erros, de compromisso com as causas dos trabalhadores e na busca por uma sociedade mais justa, em que especialmente as pessoas social e economicamente marginalizadas encontrem alento. Há bons exemplos de projetos e políticas públicas que claramente permitiram ao Brasil um crescimento interno e externo, com geração de emprego, crescimento econômico, desenvolvimento social e construção de uma imagem positiva no cenário internacional.

Neste momento em que atitudes irracionais e violentas acontecem de norte a sul do Brasil por aqueles que pretendem o poder à força, que claramente desprezam os valores humanísticos, democráticos e de civilidade, que brutalizam a política, fogem do debate público e agem para intimidar e coagir as pessoas, nossa reflexão é no sentido de que nesta luta entre civilização e barbárie, entre a ausência de um projeto de nação e a exposição de possibilidades de superação da crise, em que os lados opostos demonstram valores inteiramente díspares, o SINPRO-BA posiciona-se favorável à eleição de Fernando Haddad como presidente.

Porque mais do que uma questão ideológica ou partidária – reforce-se a crítica pertinente e necessária! – existe o compromisso com o ser humano; existe a necessidade de construir e consolidar valores de respeito, tolerância, cidadania; existe a luta para que se garantam e ampliem direitos e se construam formas sólidas de enfrentamento da crise, geração de novos empregos, ampliação do atendimento às necessidades dos menos favorecidos, reforço do sistema produtivo e geração de riquezas, capitação de novos investimentos e reconstrução dos caminhos do crescimento e da prosperidade que valham para todos, e não exclusivamente para alguns, como durante grande parte da nossa história.

Não fazemos apoio cego nem oferecemos carta branca. O exercício da cidadania e da democracia exige diligência, fiscalização, cuidado e uma participação que vai muito além do voto. Um novo caminho exige autocrítica e o comprometimento com a melhoria da gestão pública, de forma transparente, honesta e republicana.

Desta forma, acreditamos que Fernando Haddad reúne as melhores condições, no cenário que temos, para conduzir o Brasil a um caminho melhor.

Diretoria Colegiada
SINPRO-BA

Compartilhe!