Apresentação


Publicado em 27.09.2018 19:39:21

#eleNÃO #eleNUNCA

 O Sindicato dos Professores no Estado da Bahia – SINPRO-BA, entidade que completou 55 anos de história, vem, diante de sua categoria e da sociedade como um todo, manifestar sua posição de engajamento nas manifestações contrárias ao candidato do PSL à Presidência da República.

Como entidade representativa das professoras e professores das educações básica e superior na rede de ensino privado do Estado da Bahia, categoria esta formada, majoritariamente, por mulheres, o SINPRO-BA se posiciona veementemente contra uma candidatura e um projeto de país que negam o processo civilizatório e propõem a barbárie como forma de atuação do Estado Brasileiro.

O SINPRO-BA acredita no pluralismo de ideias, na convivência democrática, no estado democrático de direito, no respeito aos direitos humanos como condição básica de exercício de uma cidadania de fato, que respeite o indivíduo e suas idiossincrasias, mas que extrapole o individualismo e que se reforce na dimensão coletiva da sociedade, no interesse público, de forma republicana.

O SINPRO-BA acredita que diferentes ideologias podem e devem conviver, ainda que esta convivência não se dê de forma harmônica – um ideal difícil de ser alcançado –, desde que assentadas no compromisso individual e coletivo do respeito e da tolerância, baseadas em valores humanísticos e democráticos.

Os discursos de ódio e aversão às minorias devem ser rechaçados pela sociedade. Não podem ser toleradas ou tratadas com normalidade passiva – no nosso tempo e diante de todo o aprendizado que a história é capaz de nos dar – ideias que se baseiem na humilhação, na desvalorização e no desrespeito flagrantes a grupos sociais que expressam a riqueza e pluralidade do mundo em que vivemos. A discordância e o debate de ideias, respeitadas e louvadas a pluralidade e as diferenças que nos formam e enriquecem, é fundamento básico da democracia. Abrir mão disto é ferir de morte princípios caros à nossa formação, é abdicar do processo civilizatório e investir na barbárie – é fascismo!

Pelas mulheres e com as mulheres – e pelos índios e com os índios, pelos negros e com os negros, pelos homoafetivos e com os homoafetivos, pelos desvalidos e com os desvalidos – e por e com todos aqueles que prezam pela democracia como valor, que agem segundo princípios éticos de respeito às diferenças e às minorias, que entendem que o Estado deve utilizar os seus poderes e recursos no reforço de valores positivos e que atendam à diversidade da sociedade, contra qualquer forma de preconceito, contra as ameaças reais do fascismo, contra qualquer ideia que se afaste do pensamento humanista, o SINPRO-BA diz em alto e bom som: #eleNÃO #eleNUNCA!!!

Diretoria Colegiada
SINPRO-BA 

Sábado, 29 de setembro
14 horas
Praça 2 de Julho (Campo Grande), em Salvador

 

PROFESSORAS, PROFESSORES, ESTUDANTES,  MULHERES, LGBTQIs, HOMENS, NEGROS, ÍNDIOS, BRANCOS, RICOS, POBRES, DESVALIDOS – TODO MUNDO INTERESSADO E COMPROMETIDO COM A DEMOCRACIA, COM O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO E CONTRA O FASCISMO E O ÓDIO – TODOS LÁ…

 …MENOS ELE!
ELE, NÃO!!!

Compartilhe!