Agenda Cultural

Agenda Cultural
Publicado em 20.11.2012 20:21:51

Caixa de Areia

Texto Jo Bilac Direcao: Jo Bilac e Sandro Pomponte Elenco: Taís Araujo, Luiz Henrique Nogueira, Jaderson Fialho, Cris Larin e Julia Marini Período: 28/02 , 01 e 02/03 Horário: quinta e sexta às 21h e sábado às 22h Ingressos:

  • QUINTA: R$50 (inteira) e R$25 (meia)
  • SEXTA e SÁBADO: R$70 (inteira) e R$35 (meia)

Classificação: 16 anos

CAIXA DE AREIA, únicas apresentações em Salvador -   Ana vê a vida como se estivesse fora dela, distanciada, do outro lado, incapaz de se envolver afetuosamente com alguém, com seu olhar crítico a respeito de tudo e todos. Felipe vê a arte como algo banal e desinteressante, irrelevante para a necessidade humana. Marisa vê em seus delírios de consumo a expansão dos seus sonhos, entre tantas verdades que cria e que nem ela mesma acredita. Douglas vê na família a responsabilidade e peso que coloca em cheque a validade das suas escolhas. Samanta vê da janela do seu apartamento uma possibilidade de fim. Crianças brincam na caixa de areia, enquanto um corpo despenca nove andares. O ponto de vista é o ponto de partida nas relações dessas pessoas, que procuram no outro uma justificativa para elas mesmas.

 

Luís Miranda – 07 Conto Período: até 31/03 

Sábados às 20h e Domingos às 19h Ingressos: R$50 (inteira) e R$25 (meia) Classificação: 16 anos

“7 Conto – A Comédia”

O ator baiano Luís Miranda volta a encenar em Salvador o espetáculo “7 Conto – A Comédia”, com direção de Ingrid Guimarães. A temporada inicia dia 05 de JANEIRO, aos sábados e domingos. A peça fica em cartaz no Teatro Jorge Amado, e os ingressos estão à venda na bilheteria da casa. Em 2012 o espetáculo comemora sete anos de sucesso de crítica e público, o que confere um sabor todo especial a essa temporada! “7 Conto – A Comédia” é um espetáculo que aponta, de uma maneira bem humorada, as diferenças do Brasil através de sete personagens engraçados. Com contextualizações inéditas e figurino novo criado pela estilista Kitty Cohim, Luis traz ainda mais uma novidade para essa temporada: o público que for assistir à peça poderá comprar camisetas do espetáculo criadas pelo estilista Alexandre Herchcovitch.

A platéia soteropolitana poderá matar a saudade de Queixada, o guardador de carros doublé de filósofo; de Dona Edite, a líder comunitária sem papas na língua; de Caroline, a garotinha negra sem ícones na TV; do rapper ricaço MC Dollar; do sensacionalista apresentador do programa Brasil Elite, Detona, além de se divertir com as viagens mundo afora da socialite Sheila e com as trapalhadas da Vovó Arminda.  O espetáculo já reúne mais de 1 milhão de espectadores pelo Brasil afora, com apresentações lotadas em todas as capitais brasileiras, além de diversos municípios do interior. A última temporada foi encerrada no final de 2011, no Norte do país.

Formado pela Escola de Artes Dramática da Universidade de São Paulo, Luis Miranda também atua na TV, na qual figurou nas séries “Alice” e “Faça a Sua História”, bem como no programa “Sob Nova Direção” e no cinema, com premiadas interpretações em “Meu nome não é Johnny”, “O Signo da Cidade”, “Jean Charles”, “Carandiru”, “Bicho de Sete Cabeças”, além de interpretar o personagem Pajé Muricy no programa “A Grande Família”, exibido toda quinta-feira pela Rede Globo.

 

DIÁLOGO DOS PÊNIS Período: 08, 09 e 10/03       

 Sexta e Sábado às 22h e Domingo às 21h Ingressos: R$60 (inteira) e R$30 (meia) Classificação: 16 anos

Diálogo dos Pênis, únicas apresentações em Salvador

As mulheres sempre tiveram a maior curiosidade para saber o que os homens conversam a seu respeito em uma mesa de bar. Eles conversam sobre o que silenciam quando elas estão presentes. Conversam sobre seus desejos, preferências e inquietações, um papo de confraria em que os homens, apenas entre eles, não precisam procurar palavras para esmiuçar a mulher.

Diálogo dos Pênis é o lado oculto da lua masculina. Um desses momentos confessionais em que dois amigos de infância, já maduros e descasados, abrem o verbo para refletirem sobre a alma e o corpo feminino que lhes são tão caros. A comédia retrata uma conversa descontraída entre esses dois amigos de infância, num momento maduro de suas vidas. Os assuntos dessa conversa abordam questões relacionadas ao desempenho na cama, vantagens e desvantagens do casamento, conquistas e desejos relacionados com detalhes anatômicos, entre outros.

Beto e Marcão são vividos pelos atores Roberto Lopes e Marcos Wainberg, que se entregam ao texto de Carlos Eduardo Novaes como à mulher amada, se confirmando a cada sessão a presença maciça do público feminino durante a temporada do espetáculo.

Para o autor, que também assina a direção, apesar da igualdade entre os sexos as mulheres ainda não exibem a mesma desenvoltura (e espontaneidade) dos homens numa conversa de bar.   Depois de um ano em cartaz no Rio de Janeiro, tendo estreado em setembro de 2001, “Diálogos dos Pênis” está viajando por quase sete anos pelo Brasil, tendo se apresentado para mais de 870 mil pessoas nas quase 200 cidades visitadas.

 

Compartilhe!